IONE PAPAS NO SHOW SEXTA-FEIRA É DE BRANCO – SAMBA DE RODA E IJEXÁ NO PROJETO MÚSICA PARA TODOS

09/09/11, sexta-feira, 21h, Grátis (retirar ingresso meia-hora antes do show)

Ione Papas mostra seu novo show baseado em sambas de roda e ijexá

Sete anos após audaz estreia interpretando Noel Rosa, Ione Papas ressurge em CD esafiador e belo, Na linha do samba, na contramão da mesmice da nova maré – Tárik de Souza

A cantora baiana radicada em S. Paulo Ione Papas é atração do projeto gratuito Música Para Todos, uma parceria do Teatro Coletivo e da Cooperativa de Música de S. Paulo. Apresenta seu novo trabalho, o show Sexta-feira é de Branco – Samba de roda e ijexá, focado em samba de roda e ijexá (ritmo cantado e tocado pelos blocos afros e afoxés do carnaval baiano). Mostra também músicas dos seus CDs Noel por loNe e Na linha do samba. A banda é formada por Denilson Oliveira (percussão), Dico Las Casas (trombone), Filipe Dourado (cavaquinho), Jânia Carvalho (baixo), Paulo Ribeiro (violão) e Samba Sam (percussão).

Ione começou cantando nos bares de Salvador. Em maio de 1989 ganhou o concurso Novos Talentos, promovido pela gravadora Dabliú Discos, Rádio Musical FM e Moinho Santo Antônio. Estudou Teatro e Canto, tendo integrado o Coral do Mosteiro de São Bento e o Coral Madrigal da Universidade Católica, ambos de Salvador.

Tornou-se um rosto familiar participando do Programa Sem Limite (TV Manchete), no qual respondeu a perguntas sobre vida e obra de Noel Rosa. Venceu todas as etapas. Em 1989 foi convidada a participar do show em homenagem a Carlos Cachaça, compositor e um dos fundadores da Escola de Samba Mangueira, onde apresentou-se ao lado de grandes nomes da MPB, como Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Paulo Moura e outros, no Teatro São Caetano, RJ. Duas semanas depois, foi homenageada pela Mangueira cantando em sua quadra e recebendo uma bandeira de presente.

No repertório No Terreiro da Casa de Mãe Joana (Socorro Lira), Remelexo (Caetano Veloso), O Samba é Bom (Péri), Som Sagrado (Wilson das Neves e Paulo César Pinheiro), Vestido de Malha (Tuzé de Abreu), Sabotagem no Morro (Wilson Batista e Haroldo Lobo), Triste Cuíca (Hervê Cordovil e Noel Rosa), dentre outras. O cenário é de Cecilia Panipucci.

Teatro Coletivo
Rua da Consolação, 1623
Tel: 3255-5922
www.teatrocoletivo.com.br
Capacidade: 120 lugares – Acesso para deficientes – Faixa Etária: 12 anos
Estacionamento conveniado: Rua da Consolação ,1681 (R$ 8,00)
Esta entrada foi publicada em AGENDA MUSICAL, Gallery, Projeto Musica Para Todos 2011. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>