FESTIVAIS E EVENTOS

Festivais,  Eventos e outras ações desenvolvidas pela Cooperativa

Em 2006, a Cooperativa de Música lançou o Prêmio Ney Mesquita, edital que selecionou financiou e deu suporte a diversos projetos de cooperados, entre discos, livros de partituras e arranjos e outras produções. Novas edições do prêmio estão sendo gestadas pela entidade. Em

2007, promoveu em parceria com o Instituto Itaú Cultural a I Mostra Musical, que contou com oito projetos selecionados para o evento, além de uma série de debates sobre as novas formas de gestão e produção musical, entre outros assuntos.

Em 2007, além da comemoração de seu quarto aniversário em parceria com o Itaú Cultural, em que realizou uma série de mesas redondas e cursos gratuitos para seus associados e a comunidade em geral interessada no assunto, a convite do instituto participou da caravana Rumos Música, que levou a todos os estados brasileiros a reflexão, os desafios e a experiência positiva de organização da classe musical, sob o tema “Planejamento e Desenvolvimento de um Projeto Nacional e Experiências de Gestão Cooperativa na Música”.

Entre 2007/2008, com o intuito de propiciar ao estado de São Paulo um espaço gerido por músicos, a Cooperativa manteve na cidade de Tatuí (importante e tradicional centro de formação musical nacional) o Espaço Cooperativa, em que foram realizados shows, rodas de choro, jam sessions e bailes. Formado por três ambientes, o Espaço Cooperativa abrigou desde shows com big bands como Orquestra Tabajara e Spok Frevo Orquestra, até shows mais intimistas, como os de Lula Galvão, Laércio de Freitas, Paulo Freire, Nailor Proveta e Ivan Vilela, dentre muitos outros, na programação que contou com cerca de 10 shows mensais, além das jam sessions semanais.

Em 2008, para comemorar seu quinto aniversário, a Cooperativa de Música realizou dois eventos: Quinta Mostra Musical, no Auditório Ibirapuera, em que a diversidade artística de seu corpo de associados pôde ser novamente apreciada; Série Pensando Música, em parceria com a Casa das Rosas, cujo tema central dos encontros, “Elementos de Coerência Estética na Música Brasileira”, tencionou promover, por meio de mesas redondas, o diálogo e a reflexão de músicos, compositores e outros agentes culturais.

Entre os dias 17 e 20 de dezembro de 2009,  a Cooperativa de Música produziu o projeto III Festival Espaço Cooperativa, em parceria com a Funarte/MinC, a partir da contemplação no ProAC Festivais da Secretaria de Estado da Cultura. Foram 14 shows com nomes como Toninho Ferraguti, Zé Barbeiro, Alzira E e À Deriva, todos sócios cooperados, além de convidados como os cantores Márcia Castro e Kleber Albuquerque. Foram realizadas também 3 mesas de discussão com os temas:

  • – Volta do Ensino de Música nas Escolas;
  • – Mercado Cultural e Cooperativismo e
  • – Circulação de Shows, todas contando com especialistas nos assuntos discutidos, vindos de vários estados brasileiros.

Em 2010 conseguimos consolidar instrumentos importantes para a gestão  sustentável da cooperativa; aprovamos, junto aos nossos cooperados mais de 15 projetos na lei Rouanet, e ainda tivemos 22 aprovações em editais públicos. Criamos a Rede de Produtores,  com lançamento do primeiro Catálogo e uma  mostra de 12 espetáculos durante quatro dias de eventos no Parque da Água Branca.

Entre outras ações estratégicas a Cooperativa participou de feiras regionais, nacionais e internacionais do mercado musical tais como a Feira de Música do Rio Grande do Sul, a Feira de Música Brasil em Belo Horizonte e a Womex na Dinamarca.

Os resultados políticos foram igualmente importantes,  como a formação da Federação das Cooperativas de Música do Brasil – FCMB, um movimento iniciado em junho de 2009 e institucionalizado em 2010, um grande avanço para a representatividade política institucional nos diálogos com as instâncias federais.

Outro fator de destaque é o papel da Cooperativa nas articulações das políticas públicas nacionais, com a eleição do presidente Luis Felipe Gama como membro do colegiado da Comissão Nacional de Políticas Culturais. Na esfera municipal, a participação do diretor Daniel Teixeira no CAAPC, também merece destaque. É nossa cooperativa dialogando e contribuindo para o avanço do cenário musical no Brasil.

Os comentários estão encerrados.